sexta-feira, 1 de junho de 2018

Ela passou a acreditar em humanidade quando considerou
que todos os entes não são um primor em lógica e racionalidade,
que o todo sobrevive de raras exceções...

Pobre de mim,
um coitado stirnerista,
que só acredita no indivíduo.