quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Relinked

Salvem as aberrações como nós,
Brindem aos turbilhões que nos mataram,
Pois precisamos de alegorias para saber que nus sonhamos.