segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Ó a Melera, Zé Fulero

Não coloca no canto, galinho garnizé;
Vá ser relento assim lá na cá da porra!