quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Creia

Braços esticados a espantar a preguiça,
Semblante inchado a surtar o paraíso,
Seios fartos de prenhe,
Desejos delgados de quem ainda não crê que despertou.