segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Dandara

Pintada pra guerra,
Eu sou sua puta;
Adoto querelas
E a voz que insulta.

As unhas na carne
E as curvas na alma,
O medo que invade
E o gozo de raiva.