sábado, 2 de agosto de 2008

O Drible e o Miserável Zagueiro

Considerou ofensa o que era só desvencilhamento;
Miserável este que não alcança a compreensão da arte.
Diante de toda a truculência,
Da vigorosidade pragmática,
Da contundência metódica,
Um giro de criança faz do gigante um bobo;
Um João do Mané,
Um espectador dentro do picadeiro.

De que importa se não é para a meta se a meta é ser feliz,
É desenhar sorrisos nas adormecidas sementes pueris?