sexta-feira, 19 de julho de 2013

A Matemática

A matemática me deu um presente sublime. Não existe, é apenas linguagem humana e, como tal, nasceu em descrições mancas - pautadas no cotidiano pela sobrevivência, deu valores humanos ao que não é só humano e fugiu, escapou deste mundo e do homem, criou tantos quantos universos a abstração do poeta buscou que voltou a si a perguntar-se sobre o seu cerne: sendo só linguagem eu tenho esse direito?