sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Abismo é o caralho!

Este abismo é sonolento,
É metafísica sobrevalorizada a partir de descompassos químicos,
É o sexo do animal escondido pelo próprio sexo,
É a resposta à impotência perante o sonho de ser livre.

Este abismo é só uma punheta mal tocada.

terça-feira, 28 de agosto de 2012

A verdadeira e quase desconhecida matriz do furdunço

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Morno e Confuso

E interrompia o andor
Rasgando a verdade
Do povo fazendo amor
De própria vontade.

Gritava com ódio o fim
Do que não cabia
Ao sonho do querubim
À luz da anistia
Pelos crimes de Deus, seu pai,
Castigando o remorso
Do homem que jamais faz
Por amar o imposto.

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Bem assim! xD

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Amélia

Ó, imprecisão do tempo a cultivar soluços dos observadores assustados com tão delicada aparência, latente suave a inserir-se obumbrada entre a suposta realidade que me cega! Calha o meu peito com o seu sangue imerso em seu querer e ação agressiva dizimando as horas em fração de sentido, corrompendo a vida em suspiro esquecido!

Tributo

A maçante discussão entre keynesianos e neoclássicos sobre o que é justo realmente não trata de liberdade, não trata de indivíduos; são buscas fálicas pelo melhor resultado científico aos olhos daquilo que não se importa com ciência, sequer suspeita da arquitetura. Simples seria um percentual a escolher após o voto no líder: entre 0 e 50, o que ceder à coisa do povo.

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Bandeira da Bahia

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Bandeira do Brasil

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Antárctica

- E se a Antárctica tivesse uma bandeira?

- Acho que já tem.

- Não, não digo aquelas palhaçadas da ONU e de estrangeiros, falo de uma bandeira da Antárctica mesmo, criada por nativos.

- Mas na Antárctica não tem povo nativo, maluca!

- Tá, imaginemos que uma quimera de marsupiais com inteligência similar a humana, criada através de alteração genética, é manejada para a Antárctica depois de nenhum país os aceitar e lá fundam um país.

- Porra, Rubi, não força!

- Não, faz uma bandeira pra eles aí!

- Mas não são eles que iriam fazer a bandeira?

- São, mas faz de faz de conta!

- Espera... - 2 horas. - Pronto.



- Que caralho é esse?

- O céu e uma plataforma de gelo.

- Tá parecendo a bandeira da Argentina com pano faltando ou a bandeira da terrinha sem Sol nem arco-íris.

- Você pediu a bandeira de um país, não da Mocidade Independente.

domingo, 5 de agosto de 2012

Vidinha mais ou menos

Parafraseando Goethe, um mundo mais humanitário pode ser um grande hospital onde todos se sentem no direito de ser enfermeiros de todo mundo. Um temor concretizado do pensador, a nota de qualquer um pra vida de qualquer um nessa teia que perdeu a graça, portanto, às vezes penso que seria interessante a vitória de Hitler ou da União Soviética, qualquer coisa armada até os dentes pra que saibamos que ainda somos animais.

sábado, 4 de agosto de 2012

Velha novidade que o gigante não entendeu

O que importa é a info na veia
Sem o peso de escolhas perfeitas
E de ídolos narrativos.

O que conta é o stream no organismo
Sem "ismos" insistidos
Até a aceitação por cansaço.

Tudo dividido em seu canal,
É só pegar;
O meu controle é seu,
É seu o meu andar.