sábado, 16 de junho de 2012

Interpretação de impulsos macrocósmicos

Não há a obra,
Só mais um acidente
Espetacular ante o que cremos ser;
Não há sequer o erro.