quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

A Arte

A arte é a referência pela debilidade dalguém
Que roto se viu no centro deste tecido infinito pela curvidade e,
Em seu delírio de grandeza,
Tentou traduzir um fragmento a aparentes iguais.

A arte é lixo metafísico
Tortuoso e desigual de uns pra poucos
Que se dizem vivos,
Universo revolutivo de ilusões quase real
A repousar em nossos vícios e necessidades.