sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Sobrevivente

Da deformidade deste ainda deprimido neo-Quasímodo,
Vítima do imbecil pela riqueza do cobre em seu sangue-
A ironia do azul no rechaço popular,
Viu-se pontuada a continuação;
Não era aberração,
Apenas sobrevivente.