quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

As Minas de Ares

Para presentear a mulher com os fragmentos de sua totalidade passada,
Tornei-me cobiça a buscar o brilho no veio de quartzo da vermelhidão,
Esmagado na histórica quentura desta aridez inóspita que só os meus tentáculos de aço alcançam
E se pagam por pensarem sozinhos
Para que eu me extingua.