sábado, 26 de novembro de 2011

Space Poetry


No panorama em que a plateia te assiste morrer parece que danças
O samba de Seul executado com o ruído de nossos androides,
O que deveria ser descartado...

Quem sabe descubram,
Quando descobrirem ter sido suicídio,
Que a beleza também foi um acidente.