quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Primavera

Quem vem de lá,
Amordaçando satélites,
Tem quase meio dia pra entender a agonia
De ter a crueldade exposta à imposição de quem vive pelo suposto bem.

Quem vem de lá,
Morre nascituro por uma inspiração
A calhar o futuro com a sua suposição
De ser leve mesmo sem poder esticar os joelhos.