sábado, 20 de agosto de 2011

Náusea

Enfeitiçado por esta amazona vulgar,
Adoeci do medo de esperar a sua sede de viver,
O seu impulso por sofrimento.