quarta-feira, 6 de julho de 2011

Que Inimigo?

O eco imperceptível,
Um boato quântico,
Jazia para o tolo em seu alfanje rouco,
De fio carcomido pela lida linear,
A adoecê-lo feito praga rogada pelo inimigo...

Mas,
Perguntemo-nos,
Que inimigo?