terça-feira, 19 de julho de 2011

Quase

Eu te aguardo quase nua,
Quase tua,
Quase fim;
O meu berço quase escuro,
Quase nulo,
Quase teu.

Eu te suporto em quase um espasmo
Apagado pelo céu,
Quase um afago
Quase vago,
Quase raso,
Quase meu.