terça-feira, 21 de junho de 2011

Ponto dos Ciúmes

Para o meu homem eu vou me vestir de fogo
Como a verdade que habita o meu lugar
Com a minha dança eu quero levar o medo
De nessa vida para sempre o deixar
Por ser arisca demais pra qualquer descuido
Por ser mulher que tem sede de amar