quinta-feira, 30 de junho de 2011

Luvanchan

Ei, você sem nome,
Das marcas programadas,
Das danças esquisitas,
Dos sonhos orquestrados,
Sequencie a sua verdade em um segundo!