quarta-feira, 11 de maio de 2011

Incompleto

Espere,
Aguarde essa vez,
Não sei se posso mais,
Preciso te falar
Que dói sem qualquer alarde,
Sem registro,
É a alma a gritar que não resistirei,
Perderei
Outra vez
A voz e o pulso
Esganados pelo relaxamento
De pensar
Poder
Contra o limite arauto
De ser humano
Incompleto.