sábado, 23 de abril de 2011

O Laço Desfeito

Quero-te impossível de entender,
Desgraçada ao vento em tuas questões,
Corrompida à fúria de teu desejo.