sábado, 16 de abril de 2011

A Música

Para ouvir música,
O abrasivo outono sobre as lápides em si,
O destemido entregar-se só,
A covardia dum herói à decadência
E seu permanecer-se ímpio.

Para ouvir música
Apenas se sentou à sombra
E aguardou o pronunciar-se do mundo.