sexta-feira, 8 de abril de 2011

Em Cada Esquina Há Solução Igual

Como se fosse uma dádiva,
Repousa em sua significância efêmera,
Em seus peitinhos, calores,
Beijinhos e odores
Dados ao nihil para sempre
Como se nada fossem
E tudo resolvessem.