segunda-feira, 4 de abril de 2011

A Dança

Apareci por um segundo e só te disse o adeus
Que te inspirou este meu desejo fraco,
Ardente de esquálido,
Pungente de manso à bruma que acompanha a tua dança.

Desapareci antes que me notasse por completo,
Que o meu peito repleto de medo se rompesse
Em dúvida do que sinto para mim
E certo da minha cafajestada.