quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Gaudet Veris Addere Falsa

Meus sinceros cascos de Deus rompendo o horror
Do que perco em minha passagem
Por esta lama rachada,
Coas estocadas firmes e craqueladas,
Esfarelam-se de tão viris à busca.