segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Posse

Assim que me roubou o corpo,
Manteve perto a minha força mesmo que desesperada por distância,
Tornou-se a criança sem zelo das coisas embora monstro para mim.