segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Os Metais

Sim,
Pois me toco a lembrar de ti,
Da tua embocadura a sugar minha razão,
Dos teus seios flácidos dançando à gravidade de sermos bicho
Vivo.