terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Areia Suja

Uma tarja preta em teus olhos
Por outra boiando feliz em meu corpo com gim
A fim de santificar tais problemas:
A tua fome,
A minha fé
E os sinais espalhados ao léu,
Por esta areia suja de verão.