domingo, 5 de dezembro de 2010

Tenuidade Descrita, Decepcionante e Ignorada

Prepara-te para a solidão,
Para o o convívio com os próprios carinhos,
Com o cortejar a morte,
O revés do sonho.

Consome-te como se te copiasses
Aquém de ti mesmo
Para a cópia degrau prum mundo inexistente,
Para a amada a fugir da tua loucura,
Para Deus de inalcançável visto perto.