terça-feira, 23 de novembro de 2010

Braços Abertos

Talvez a benção seja o prolongar-se do valor ante gerações pelo suicídio coletivo
Em seus braços abertos feito asas de gárgula,
Em sua imponência feito falo rígido.

Está lá,
Entre seus reparos supervalorizados,
Tentando-se em único descritivo das manifestações,
Furtando-se do desconhecido na prepotência dos regimentos.