quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Unallowed to Die

Simples,
Enche a cara de breja a ouvir funk em frente ao PC
E vai guiando esdrúxula a sua maldade,
Morrendo e renascendo bebê,
Dormindo de ressaca pra curar seus machucados.

Deusa,
Sim,
De dar dó quando está triste,
De desejá-la plena pelo brilho de sua volúpia;
Túrgida onde merece a fantasia,
Lânguida ao caos por seu pulso descompromissado.