quarta-feira, 4 de agosto de 2010

A Transição Virtual

Quando percebemos o abrandar-se duma violenta repressão física para que coexistisse com uma brutal e nutrida opressão midiática em prol do mesmo existir medíocre de um virtual e compassivo bem comum, também notamos que a transição para a tal hipotética democracia apenas se tratava de um acordo entre compadres pelo novo desenho de testas de ferro e possibilidades, pois o verdadeiro poder se manteve intacto sob as tampas das mesmas caixas de charuto. Aos antigos inimigos massacrados, aqueles que não morreram embriagados pelas correntes alternadas a fim de poucas palavras que tornar-se-iam um prejuízo futuro, a glória no achismo da divindade foi o bastante; seus egos inchados não resistiram.