sexta-feira, 6 de agosto de 2010

A Saga do Homem Invisível contra a Débil Humanidade

A penitência do idiota era ficar calado,
Iluminar-se de sorriso pela escuridão
Ornamentada por si mesmo de jeito impossível,
Paramentada da astúcia que jamais terá.