sexta-feira, 25 de junho de 2010

Não Acredite

Não acredite,
Pois todo cafajeste é um hipócrita abençoado,
Nasceu para ser um sincero pseudo-dionisíaco,
Combate a própria casca de abstrações pela carência,
Teme-se pela falta de si no que se toca,
Cumpre-se sem fim na mansidão do próprio desespero.