quarta-feira, 19 de maio de 2010

A Luz

Ah, a luz:
Não há mundo a salvar,
Novidade a entender,
Destempero a conter;
Só um devaneio firme e constante a seguir
Feito o sonho do caminho ao carrinho de algodão-doce.