sábado, 24 de abril de 2010

Da Liberdade

O que é a liberdade senão a medida conservadora de conveniência?
O que é ser livre senão proteger-se numa urbe de sons significantes tornados em concreto?

Eis que me preocupo,
Preocupo-me em ser agredido por uma névoa de nihil
Para que eu seja livre,
Para que o meu nada também se desamarre.