quinta-feira, 22 de abril de 2010

A Arte

Qualquer coisa que valha,
Mesmo que emporcalhada;
A arte é uma chanchada
Significante (nada!).

Qualquer que seja o valor,
Na arte não tem amor:
O vagabundo e a sua tralha,
O destemido e a sua falha.

Qualquer que seja o lance
Embasbacado em transe,
A arte é peça fajuta,
Coisa de fela da puta.

Qualquer que seja a massagem
Nos olhos da veadagem,
A arte é coisa de homem:
Com o tal,
Um dia ela some.