segunda-feira, 1 de março de 2010

Dos Tripés Mancos

Cheia de ti,
Completa de ti em qualquer fibrilação d'alma,
Prosseguia em meu desespero pela compaixão sacrossanta do universo;
Ouvia-me ensurdecida,
Abortava-me assombrada.