sexta-feira, 19 de março de 2010

Cálice e Rosa

Não tenho medo
Pois só a nossa vida pode despencar,
Desabar com tudo dela e dos outros a si amados,
Conformar-se com o risco ocorrido-
O abismo para que descubramos como deixar de cair.