quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Ordinária Liberdade

Ah, a corrente sul,
Vivamos ao universo abrasivo da corrente sul,
Deixemos morrer os que brincam de flutuar contra a corrente sul!