quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Vilão por Demência

Apaixonado por desejos cristalizados
E estilhaçados ao toque da minha governança,
Sentia-me maior do que o mundo e melhor do que a sombra do culpado,
A Medusa para os meus sonhos,
O Minotauro à minha glória;
Ceres jamais saberia,
Pois o mote da minha nau fora o enredo da fuga.