sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Prestações a Nix

Todo branquinho para se marcarem os lábios com batom,
Quase infinito o delicado aroma do torpor,
Pouco encorpada a bruma singela duma paixão,
Nunca presente a dor consciente do meio ao fim.