terça-feira, 5 de janeiro de 2010

O Pão

As perguntas intrusivas, mas sinceras,
Os autos sobre a chatice do nosso cotidiano,
As jaqueiras a partir das jaqueiras, de lá de cima,
O dejeto corpulento do óbvio, de lá de fora,
E nós,
Aqui,
Sovando a vida,
Pois a perfeição se declara e passa;
Não adianta imaginar.