sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Luiza

Ela está lá pra todo mundo ver,
Caindo em si acerca da ilusão
De uma pouca certeza presa à compaixão;
Quase cansada de tanto morrer.

Ela está lá pra tentar existir
Mesmo numa essência resgatável ao suor,
Na ausência pelo aborto no dia anterior,
Na lágrima naquela paz.