sábado, 26 de dezembro de 2009

Fantástico, debatendo-se para não morrer!

Assim que começou a contar acerca do seu passado,
Eme não me pareceu muito confortável,
Porque,
Apesar da aparente satisfação diante da liberdade,
Do alívio de uma vida resgatada - a redenção,
Percebi como se questionava nas entrelinhas do relato.

Foi torturante o seu romance pregresso,
Pois,
Sentindo-se mãe do miserável flagelo que sugava latas e cachimbos debaixo de marquises,
Permitia o apodrecimento da própria alma,
Vagava entre uma internação e outra
Feito o zumbi que aquele rapaz se tornara.

Até que permitisse um mundo de possibilidades derramado sobre si,
Tentou a partir da ignorância semelhante a do mancebo,
Tentou livrá-lo de algo que estaria até as suas mortes,
Porém a doença findar-se-ia num mal irremediável;
Eme se alumiara tanto que o pobre verme só seguia o calor,
Feito um inseto medíocre, só seguia o calor.