segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Eu, Ọṣun

Farei Obá cortar as próprias orelhas
Para meu orixá viver só pra mim,
Calando o meu calor, as minhas mazelas,
Tateando a sina que há de me matar.