domingo, 1 de novembro de 2009

Semitom

Quando desarmei o sabor da lágrima,
Tão ou mais livre do que o grito,
Entendia-a em qualquer estação,
Animando-se a todo amor completo.

Mas amor é imprevisível,
Distorce verdades convencidas e factuais,
Torna-as nojentas por proteção
E,
Talvez,
Faz da mentira redenção.