quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Renda do Norte

Rumores de luta,
De sangue às avessas,
De medo,
De fome,
De sonho planando em outro.

Dolores ocultas,
Rompidas ao mito
Sereno
E prolixo
De um povo que há muito se foi.

Tudo se despia enquanto eu,
Aqui,
Neste mesmo lugar,
Trêmula ao tom grave e timbre rouco a pulsar sobre o meu colo,
Não preferia por não pensar a respeito.