segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Após o Costume

As assassinas têm mais peito,
São mais fartas,
Fartas de tudo;
Revelam-se frágeis debaixo da pintura monstruosa que a convenção as impôs,
Suportam-se hábeis na sobrevida de deusas demonizadas,
Permanecem.