sexta-feira, 24 de julho de 2009

Anã Branca

Antes de seca a tez,
Vestida estava a composição que julguei minha-
Sanada de meus calores ia;
Alguma nebulosa,
Algum medo qualquer,
Um findamento impossível de mim.

Clamei sem voz,
Inundada de desejo nas poses,
Convencendo-me sem convencer,
Sorrindo-me,
Apagando-me até a completa escuridão.